De quem é a culpa pela crise que estamos vivendo?

1
68

familia: de quem é a culpa pela crise?

"A gênese de todos os problemas que afetam a nossa sociedade está centrada na família"

Por Nilson Soares

O país vive uma eclosão de manifestações com motivações múltiplas. Daí fala-se que o Brasil está vivendo uma crise política que afeta todos os poderes, e colocam que a reforma política como solução para tudo isso. Todavia, observando a dinâmica desses movimentos percebemos que, muito mais que uma crise política, estamos vivendo um grande clamor público contra os desvios morais praticados em todas as esferas de poder.

Mas, afinal de contas, de quem é a culpa de tudo isso? Do governo, que não apura com todo rigor os casos de improbidade administrativa? De nossos representantes no poder legislativo, por não elaborarem leis que punam com rigor os casos de malversação do dinheiro público? Do judiciário, por não executar as leis que coíbam desvios de conduta no trato da coisa pública? Em resumo, cada um desses poderes tem a sua parcela de culpa.

Mas não sejamos hipócritas ao deixarmos de reconhecer que o maior culpado disso tudo que estamos vivendo é, sem dúvidas nenhuma, a família. A gênese de todos os problemas que afetam a nossa sociedade está centrada na família. Talvez, alguém me pergunte: por que a família é a grande culpada?

Porque é lá no seio da família que nasce o corrupto, o assassino, o ladrão e outros vilões abominados pela sociedade. Mas como assim?

Na família nasce o corrupto, quando o filho vê o pai furando fila, pagando propina ao guarda por haver cometido uma infração de trânsito ou se apropriando indevidamente daquele dinheiro a mais que recebeu de troco no supermercado. Na família nasce o violento, quando o filho presencia ou é vítima de atos de violência praticados pelos pais.

Não adianta fazer todas as reformas que o país precisa e não atingir o núcleo de formação de nossa sociedade, a família. Porque ética e formação de caráter não se aprende em bancos escolares. Segundo dados de uma pesquisa, os principais atores que contribuem para a formação dos valores morais de uma pessoa são as seguintes: 83% é a mãe quem determina, 75% é o pai quem contribui, 25% são os líderes religiosos (pastores, padres, etc) que exercem influência na formação e caráter de um indivíduo e 15% são influenciados por professores. Infelizmente, tem muita gente investindo para acabar de vez com a mais importante instituição criada por Deus, a família. Tem gente procurando soluções inócuas e incipientes como a reforma política. Muito mais que uma reforma política, precisamos, urgentemente, de uma revolução nas estruturas da família brasileira.

Nilson Soares

Nilson Soares
Escritor e Educador

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome