Cristãos se unem para ajudar na Etiópia

0
40

Cristãos da Etiópia testemunham como Deus reverte situações difíceis para a glória de seu nome. A Portas Abertas, através da visita de encorajamento, mostrou a esses cristãos que eles são parte de um corpo maior, que se importa e sofre com eles.

Cristãos se unem para ajudar na Etiópia

A isolada, mas ainda assim fiel igreja de uma remota comunidade no sudoeste da Etiópia, testemunhou recentemente como Deus reverte situações difíceis para a sua glória. A Portas Abertas foi privilegiada em ver como Deus usou a perseguição para unificar a Igreja e a visita de encorajamento para mostrar, a uma comunidade hostil, que os cristãos são parte de um corpo maior, que se importa e sofre com eles.

Começou com um incêndio na casa de um dos membros da igreja, no meio da noite. Muitos cristãos descartaram isso como um incidente aleatório. Nenhum suspeito foi identificado ou interrogado, mas os líderes da igreja, cautelosos, sabiam que precisavam orar por essa situação.

Um mês depois, houve dois incêndios criminosos no prédio da igreja e na casa de outro membro. Alguém incendiou a igreja e a pequena casa de hóspedes, que fica no mesmo local. Não levou muito tempo para que as chamas cobrissem as estruturas de madeira e palha. Na hora em que os cristãos chegaram, o fogo tinha consumido o material da igreja, os uniformes do coral, os instrumentos musicais e o púlpito. Eles salvaram umas poucas cadeiras dos restos carbonizados. Felizmente, ninguém ficou ferido.

No mesmo momento, alguém incendiou a casa de um cristão, Hailu*, em um assentamento próximo. A família adormecida não tinha ciência de nada. O fogo se espalhou rapidamente por todo o telhado. Pela graça de Deus, os vizinhos viram as chamas e bateram com força na porta para acordá-los. Hailu escapou ileso com sua esposa e filho, mas perdeu tudo no fogo.

A Igreja Ortodoxa e o Islã têm forte representação nessa região, mas o animismo tem grande influência, mesmo entre os ortodoxos e os muçulmanos. O medo de ofender espíritos ancestrais mantém as pessoas cativas, e os feiticeiros mantêm sua posição na sociedade alimentando esse medo. "As pessoas temem não ser bem-sucedidas na vida, se não obedecerem aos feiticeiros", explica um líder da igreja local.

Para a comunidade cristã, esses ataques foram um sinal claro de um plano coordenado contra eles. Os cristãos evangélicos compartilham a esperança vinda de Jesus em meio à crescente hostilidade, isolamento e ameaças. Ao avançar, eles levam muitas pessoas de uma cultura de medo à liberdade de Cristo.

Antes dos incêndios, os cristãos tiveram uma campanha evangelística de uma semana e muitos aldeões decidiram seguir a Cristo.

Tão logo ouviu sobre o incidente, a Portas Abertas visitou os cristãos nessa remota região agrícola do sudoeste da Etiópia. A comunidade cristã estava muito contente em dar as boas-vindas a novos rostos de sua família cristã. Durante a visita, eles foram encorajados com as Escrituras e lembrados de que, como cristãos, somos chamados a compartilhar do sofrimento de Cristo. Foi animador ver que a confusão inicial e o alarde que se seguiram aos ataques incendiários deram lugar a uma aceitação madura de que é inevitável enfrentar perseguição quando impactamos as trevas ao nosso redor com a luz de Cristo.

Foi encorajador poder ver como os cristãos se aproximaram nessas circunstâncias. Eles compartilharam o pouco que tinham para ajudar Hailu a reconstruir sua casa. Os ataques também uniram a comunidade evangélica. Após os ocorridos, as quatro igrejas da região formaram uma aliança e agora se encontram regularmente para orar.

Após a visita, um dos líderes da igreja compartilhou que essa iniciativa não apenas serviu para encorajá-los, mas também para enviar um importante recado à comunidade mais ampla. "Os aldeões passaram a respeitar mais os cristãos. Eles perceberam que os cristãos não se isolam, mas amam e se preocupam com as pessoas fora do vilarejo, o que os faz pensar duas vezes antes de atacar novamente", explicou um colaborador da Portas Abertas.

A Portas Abertas apoia essa igreja através de treinamento teológico, distribuição de Bíblias e provisão de meios de transporte. Também os ajuda a compreender a perseguição através do treinamento Permanecendo Firme Através da Tempestade.

Pedidos de Oração:

– Agradeça ao Senhor por transformar uma situação de medo em crescimento espiritual para os cristãos. Ore para que Ele continue a protegê-los.

– Ore para que as igrejas e os cristãos continuem a permanecer firmes nessa situação e peça ao Senhor para abençoá-los com seu amor e perdão.

– Ore para que mais aldeães conheçam a Cristo.

– Interceda pelos líderes da igreja, para que tenham a sabedoria de Deus nessa situação e possam acalmar e tranquilizar seus membros.

– Peça a Deus que supra todas as necessidades das duas famílias que perderam suas casas, restaure e abençoe a igreja, enquanto eles continuam a testemunhar de Cristo.

 *Nome e outras informações alterados por motivos de segurança.

Fonte: Portas Abertas

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome