Cristãos da Nigéria sofrem com “limpeza religiosa” promovida por islâmicos e temem guerra civil no paísOs cristãos da Nigéria estão vivendo tempo de apreensão e terror. Perseguidos pelo grupo radical islâmico Boko Haram, mais de 500 cristãos foram assassinados no país só no ano passado. O temor agora é de que se instaure uma guerra civil no país.

O chefe da Associação Cristã da Nigéria, o pastor Ayo Oritsejafor, disse em uma entrevista à BBC que a Nigéria está entrando em uma “guerra civil”. O pastor conta que cristãos estão sendo assassinados como animais no norte do país, e afirma que terão que se defender.

Durante a entrevista Oritsejafor ainda criticou a postura das autoridades dos estados no norte da Nigéria, predominantemente muçulmanos, que se recusam a encontrar os líderes cristãos para discutir o assunto.

O Boko Haram, cujo nome significa “a educação ocidental é pecaminosa”, é apontado como o responsável por atentados que deixaram mais de 80 mortos nas últimas semanas e teria como objetivo implementar a sharia (lei islâmica) na Nigéria.

A violência crescente no país fez com que o presidente nigeriano, Goodluck Jonathan, decretasse toque de recolher no Estado de Adamawa. Diversas outras cidades do norte da Nigéria estão em estado de emergência. O presidente chegou inclusive a dizer que a situação de segurança da Nigéria é mais complexa do que era nos anos 1960, quando o país vivia uma guerra civil que deixou mais de um milhão de mortos.

Goodluck chegou a admitir, inclusive, que grupo radical islâmico já tem simpatizantes e membros dentro do governo, do Exército e do Judiciário da Nigéria.

Fonte: Gospel Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui