25.5 C
Vila Velha

China impõe instalação de placas pró-comunismo às igrejas

A província de Zhejiang foi a primeira a aplicar a medida e líderes cristãos temem que outros estados também adotem a regra

EM FOCO

Paulo Pontes
Paulo Ponteshttps://www.searanews.com.br
Fundador e CEO da Seara News Comunicação, jornalista, cidadão vilavelhense, natural de Magé (RJ), pastor, teólogo (Teologia Pastoral e Catequética), presidente do Diretório da SBB-ES, autor do livro Você Tem Valor, membro da Assembleia de Deus em Cobilândia, Vila Velha-ES.

Contatos locais da Portas Abertas na China relataram que, recentemente, o Ministério de Assuntos Religiosos da província de Zhejiang obrigou todos os espaços religiosos, como templos e igrejas, a instalarem placas pró-comunismo.

Já é visto nas entradas dos prédios letreiros com frases como “ame o partido comunista, ame o país e ame a religião”. Outras dizem “participe da sinização de todas as religiões”, a ideologia que busca remover todas as influências ocidentais da China, o que inclui o cristianismo.

Líderes cristãos preocupados

Zhejiang é a primeira província a aplicar essa política que tem como objetivo observar a reação das pessoas. Li*, um parceiro local, compartilhou que está muito preocupado que outros estados façam o mesmo.

“Alguns cristãos podem se sentir confusos, sem saber se estão indo à igreja ou a uma propriedade do governo. Os líderes cristãos também devem enfrentar um alto nível de interferência das autoridades, especialmente nas decisões relacionadas à igreja e mais espaços religiosos considerados ilegais devem enfrentar a repressão das autoridades”, diz Li.

Prática recorrente

“Precisamos esperar para ver. Observaremos o que acontecerá nos próximos dias para discernir os próximos passos”, diz Yuhua*, um pesquisador local da Portas Abertas.

Essa não é a primeira tentativa de impor os lemas socialistas nas entradas dos templos religiosos. Há algum tempo, igrejas foram obrigadas a expor os 12 princípios socialistas escritos em 24 caracteres chineses.

Além disso, instituições religiosas foram obrigadas a erguer a bandeira nacional nas entradas dos prédios. Está claro que a vontade e a determinação do Partido Comunista Chinês em promover o patriotismo na China tem como objetivo remover tudo que é visto como ameaça à estabilidade do país, como as igrejas secretas.

*Nomes alterados por segurança.

Informações: Portas Abertas

DEIXE UM COMENTÁRIO
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”
Acompanhe a programação da Rádio Seara News. Baixe o Aplicativo!
Siga Seara News no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube
Se encontrou algum erro, deseja sugerir uma pauta, ou falar conosco. Clique aqui!
- Publicidade -

LEIA MAIS...

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

LEIA TAMBÉM

ESTUDOS E DEVOCIONAIS

- Publicidade -
Rádio Seara News
- Publicidade -
Suprema Contabilidade
- Publicidade -spot_img