Casal cristão é forçado a sair de casa por causa de sua fé

0
48

Tudo parecia normal, até que de repente o dono da propriedade pediu para deixarem a casa e procurar outro lugar para viver, só porque eles são cristãos.

Casal cristão é forçado a sair de casa por causa de sua fé

Os argelinos Rasmi* e Maysan* casaram-se há três anos. Eles encontraram uma casa para alugar no centro de Bejaia, a menos de cinco quilômetros de sua igreja local. Deus abençoou o casal e eles tiveram um filho chamado David. Eles não são mandados embora por não pagarem o aluguel ou por mau comportamento.

"No começo, o proprietário não sabia que eu e minha esposa éramos cristãos. Ele e eu não nos conhecíamos antes e nosso relacionamento era apenas de negócios. No entanto, ele percebeu que a cada sexta-feira (na Argélia muitas igrejas têm as suas reuniões nas sextas-feiras) eu saio com a minha família no mesmo horário. Curioso, ele perguntou sobre meus passeios regulares. Respondi que somos cristãos e que vamos toda sexta-feira para a igreja. Poucos dias depois, ele veio me dizer que o contrato de aluguel do imóvel estava cancelado", disse Rasmi.

O casal encontra-se em uma situação delicada, dada a dificuldade de encontrar uma casa alugada no centro de Bejaia. Graças a Deus, um casal cristão que frequenta a mesma igreja concordou em acolher essa jovem família até que encontre outra casa para alugar.

"Na verdade, foi difícil para nós, que estamos apenas começando a ter uma vida estável como casal após o nascimento do nosso primeiro filho, mas Deus não nos abandonou! Ele nos deu irmãos que estão ao nosso lado… Eles se preocupam conosco nesta situação", diz Maysan.

Esta forma de discriminação pode ser vista com mais frequência no país norte-Africano, quando os cristãos ou igrejas querem alugar ou comprar casas ou instalações, por exemplo, para transformá-los em locais de culto. Recentemente, uma igreja em Bejaia estava prestes a comprar uma parte de um edifício para realização de cultos. O proprietário queria vender, mas, devido à pressão do bairro, ele mudou de ideia.

"Quando os moradores do prédio, onde queríamos comprar o espaço para realização dos cultos, foram informados sobre este plano, eles pressionaram o proprietário para que ele não vendesse o espaço para nós. Eles ainda ameaçaram com represálias", disse um oficial da Igreja de Bejaia.

O triste é que, mesmo as pessoas que supostamente agem de maneira independente e justa, podem trabalhar contra os cristãos. "Quando um indivíduo finalmente concorda em nos alugar um espaço, às vezes é difícil encontrar um oficial de justiça para formalizar o contrato. Assim que ele ouve que é para uma igreja, para de nos ajudar", diz um dos líderes de uma igreja local no norte da Argélia.

*os nomes foram alterados por razões de segurança

Pedidos de oração:

– Ore por Rasmi e Maysan para que eles possam encontrar uma nova casa em breve.

– Ore pelas famílias em situações semelhantes, em todo o Norte de África.

Fonte: Portas Abertas

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome