Carta aos Presbíteros

0
269

Carta aos Presbíteros

“Aos presbíteros que estão entre vós, admoesto eu, que sou também presbítero com eles, e testemunha das aflições de Cristo, e participante da glória que se há de revelar: apascentai o rebanho de Deus que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto; nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho” (1Pe 5.1-3).

Por Robson Aguiar | Seara News

Parabéns aos irmãos por aceitar servir aos santos. Vossa responsabilidade é das mais nobres que existe na terra. Que sejam ajudadores do vosso pastor, que nunca esqueçam que foi ele que Deus escolheu para jogar a capa de profeta sobre vós.

Continuem sendo humildes e nunca permitas que a porfia bata a vossa porta, não alimentem divisões e cuidado com os murmuradores e invejosos, tenham a Bíblia sempre por perto, vocês irão precisar dela mais ainda, e quando tiverem oportunidade de lê-la, mesmo que vossa mesa esteja repleta de bons livros para auxiliar vossa interpretação, não esqueçam que a verdadeira hermenêutica vem direto do autor do Livro e não dos “doutores” ou sábios desse mundo. Que O intérprete dela mora dentro de você, e que ele não está ai por acaso.

Aconselho ainda a dispensarem a cadeira e experimentarem ler de joelhos, pois a Bíblia é a Palavra de Deus para nós, e os vassalos costumavam ficar de joelhos para ouvir o Rei.

Não procurem na igreja o melhor lugar para você, mas, ofereçam sempre aos santos o melhor lugar, e, lembrem-se um diácono não é presbítero, mas, todo presbítero é diácono. Nunca se ensoberbeça. Não se afaste dos irmãos, agora, mas, do que nunca é preciso chegar mais junto das ovelhas, sentir seu cheiro, abraça-las, protegê-las e alimentá-las. Não seja conhecido por sua arrogância.

Não perca sua identidade, seu caráter, sua personalidade, não se venda, seja sincero, carinhoso, amigo, servidor, sempre útil, mas, nunca subserviente, aproveitador, oportunista, interesseiro, falso. Perca o amigo, perca o cargo,  perca o salário, mas, não perca sua dignidade.

Pregue a verdade, não te entregues aos modismos, se prenda ao que diz a Bíblia, não invente nada, faça apenas o que aprendeu, você não foi chamado para encher igreja, nem para agradar ouvidos, foi chamado para pregar o evangelho, quem salva é Cristo.

Não escolha lugar para trabalhar, não olhe para o lado ou para trás para observar os que não honram a chamada e são conhecidos pela omissão, cumpre o teu ministério.

Se fizeres assim, talvez não galgues os melhores postos ou recebas as melhores honrarias, mas, certamente terás cumprido o teu papel, a tua chamada, e poderás te apresentar a Cristo verdadeiramente como obreiro aprovado, que não tem do que se envergonhar.

Robson Aguiar, pr.

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome