Camilo Cola, fundador da Viação Itapemirim, morre aos 97 anos
Camilo Cola, fundador da Viação Itapemirim. | Foto: Divulgação/Internet

O comendador e empresário Camilo Cola, 97 anos, morreu por volta das 23 horas deste sábado (29), em sua residência em Cachoeiro de Itapemirim, no sul do Espírito Santo. A morte foi por causas naturais, devido a idade avançada.

Camilo Cola foi o fundador da Viação Itapemirim, que foi uma das maiores empresas de transporte de passageiros e cargas da América Latina,  que foi vendida em 2017 após mais 60 anos sob administração da família Cola.

Velório e sepultamento

O corpo do empresário Camilo Cola será velado das 12h às 15h, na sede da sua fazenda em Pindobas, em Venda Nova do Imigrante. E será sepultado no mesmo local, ao lado do corpo do sua primeira esposa, Ignez Massad Cola, que faleceu em 2008. Camilo Cola era casado, em segundas núpcias, com Maria Luzia Gonçalves Borges e tinha dois filhos, Ana Maria Cola e Camilo Cola Filho.

- Publicidade -

Biografia

De origem pobre, filho de Pedro Cola e Virgínia Sossai ambos imigrantes italianos, foi lavrador, lavador de carros e aos dezoito anos foi combater na Itália junto com a FEB. Quando voltou, seu amigo Fued Nemer foi providencial ao emprestar-lhe a quantia necessária (empréstimo pago religiosamente em dia) para comprar seu primeiro caminhão, dando início ao império a que veio a se tornar o Grupo Itapemirim.

Em 2006 venceu a disputa para deputado federal pelo estado do Espírito Santo.

Em 2020, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, o homenageou com a Medalha de Mérito Mauá. A comenda simboliza o reconhecimento das personalidades por sua contribuição ao desenvolvimento e progresso do setor de infraestrutura e do país.


DEIXE UM COMENTÁRIO
Siga Seara News no Twitter, no Facebook e Instagram
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”
Se encontrou algum erro, ou deseja sugerir uma pauta, falar conosco. Clique aqui!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui