Calor excessivo pode agravar problemas cardiovasculares

0
15
Calor excessivo pode agravar problemas cardiovasculares
Foto: Reprodução Internet

Na alta estação os termômetros registram temperaturas muito elevadas

O calor provoca algumas mudanças no corpo e isso exige alguns cuidados com a saúde, especialmente com o coração. Altas temperaturas podem agravar problemas cardiovasculares porque o suor em grande quantidade leva a desidratação, o que pode provocar queda da pressão e aumento da viscosidade do sangue. Em outras palavras, o sangue pode ficar mais denso, grosso.

Essas são condições que favorecem o surgimento de trombos, os causadores do infarto ou do derrame. “No verão, o corpo perde líquido com mais facilidade e as pessoas desidratam mais rapidamente, o que faz aumentar a viscosidade do sangue. E, para fazer circular o sangue mais viscoso, o coração precisa se esforçar mais”, explicou a doutora Viviane Coutinho.

A especialista alertou que calor pode provocar vasodilatação, ou seja, a dilatação dos vasos sanguíneos. Nesses casos, pode ocorrer queda na pressão arterial, que pode levar a mal-estar, fraqueza, tonteira, sonolência e, nos casos mais graves, desmaio.

“É muito comum acontecer com idosos hipertensos. As medicações anti-hipertensivas, que fazem uso, podem ter seu efeito potencializado pela queda na pressão provocada pelo calor e desidratação. Quando essa queda é importante, pode provocar tonturas, sonolência e desmaios. Pode ainda levar a pessoa a cair e provocar outros problemas, como cortes, fraturas e até traumatismo craniano, nos casos mais graves”, informou a médica.

Mesmo para quem não tem nenhuma predisposição a problemas de coração, o excesso de calor também trazer problemas, como os desmaios, por exemplo. Essas reações ocorrem devido à dilatação dos vasos sanguíneos, que provocam queda na pressão arterial (hipotensão).

Por isso, é fundamental tomar bastante líquido, especialmente nessa época do ano, e evitar alimentos ricos em gordura e sal. “Não devemos esperar ficar com sede para tomar água. Muitas vezes, a desidratação vai acontecendo aos poucos e a pessoa não sente de imediato. E isso vale para todos, quem tem problemas cardíacos ou não, de ambos os sexos e todas as idades”, concluiu a cardiologista Viviane Coutinho.

Confira algumas dicas

– Tome bastante líquido. A quantidade média ideal é 2 litros por dia.
– Faça atividade física pela manhã ou no final da tarde, evitando esforço no horário mais quente.
– Use roupas leves e de cores claras.
– Evite tomar sol entre 10 da manhã e 4 da tarde.
– Evite ingerir alimentos ricos em gordura e sal. Dê preferência a sucos naturais, frutas com água na composição, como laranja, melancia, melão e outros.

Fonte: ESHoje

[ Deixe seu comentário a respeito deste post ]

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome