Barack Obama diz que Museu de 11 de Setembro é ‘lugar de cura e esperança’

0
22

O Museu 11 de Setembro passa por um período de tributo aos envolvidos com o atentado de 2001

Barack Obama diz que Museu de 11 de Setembro é 'lugar de cura e esperança'

Após receber a contestação de ateus, por não ter finalidade religiosa ou de crença, o Memorial Museu Nacional de 11 de Setembro foi abordado pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, como um "lugar de cura e esperança", durante uma cerimônia de homenagem aos 3 mil mortos no atentado terrorista de 11 de setembro de 2001, em Nova York (EUA).

O comentário de Barack Obama foi feito ao discursar pela "profunda gratidão" a um "homem de lenço vermelho" que se dedicou ao resgate de vidas, e veio a falecer dando uma nova chance a quem sobreviveu.

"Nós nos reunimos, estamos nas pegadas de duas torres poderosas [do World Trade Center], agraciado pela pressa das águas eternas", afirmou Obama no museu, que está localizado no chamado Marco Zero, em Nova York, onde ficavam os dois prédios das chamadas Torres Gêmeas do complexo financeiro de World Trade Center, derrubadas durante o atentado.

O personagem do presidente era Welles Remy Crowther, homem tido como herói, que pessoalmente ajudou vítimas a escaparem das torres de fumaça e de fogo durante o ataque no distrito financeiro de Nova York. "Ele deu sua vida para que outros pudessem viver", agradeceu o presidente estadunidense.

O chefe de Estado também falou sobre a capacidade dos EUA se recobrarem, ao apontar que "nenhum ato de terror poderia coincidir com a força ou caráter de nosso país" e que nada pode separar ou mudar o que os leva a ser como americanos.

O museu vive um período de tributo às vítimas, equipes de resgate, sobreviventes e familiares que perderam seus entes, e que ainda se recuperam 13 anos depois do ataque. E a declaração de Obama vem depois de uma polêmica recente com uma cruz presente no Marco Zero.

Já há algum tempo, um grupo Ateus Americanos se empenha para retirar uma travessa de vigas simbólica no formato de uma cruz, ao considerar que o objeto desafia a liberdade de religião. O processo ainda corre na justiça americana.

Fonte: The Christian Post

 

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome