20 C
Vila Velha

Ativista cristã deixa prisão no Irã após pagamento de fiança

EM FOCO

Portas Abertas
A serviço da Igreja Perseguida, PORTAS ABERTAS é uma organização internacional que serve cristãos em lugares hostis ao evangelho. Está presente em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.
Ativista cristã deixa prisão no Irã após pagamento de fiança
Fatemeh Mohammadi é uma cristã ativista que denuncia a perseguição do governo do Irã às minorias religiosas, como os cristãos. (Foto: Article18)

A ativista cristã é acusada de perturbar a ordem pública e aguardava julgamento. Ela denunciou nas redes sociais a perseguição que minorias religiosas enfrentam no Irã.

A cristã Fatemeh Mohammadi foi solta em regime condicional do presídio de mulheres Qarchak, em Varamin, Irã. A família da ativista desconhecia o paradeiro dela até o início de fevereiro.

A Portas Abertas noticiou a detenção dela durante um protesto contra um ataque a um avião de passageiros. O incidente fez 176 vítimas fatais e foi resultado da retaliação da morte do general Qassem Soleiman, após um ataque autorizado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Mary, como prefere ser chamada, foi maltratada durante a prisão e permaneceu amarrada de costas com outra mulher enquanto eram levadas para o centro de detenção em Vozara.

Lá, ela passou as primeiras 24 horas sem alimentação, sentada no quintal em frente aos banheiros. Mais tarde, a cristã foi transferida para o escritório do promotor na prisão de Evin, em Teerã, acusada de perturbar a ordem pública ao participar de uma reunião ilegal.

Apesar de Mary ter a liberdade condicional negada, a Agência de Notícias para Ativistas de Direitos Humanos (HRANA) garante que ela foi liberada em 26 de fevereiro, após pagamento de uma fiança equivalente a dois mil dólares. A ativista aguardava uma audiência programada para o dia 2 de março. Ainda não há informações sobre a sessão.

Mary denunciou nas redes sociais a perseguição que minorias religiosas enfrentam no Irã. Em um dos posts, ela contou que foi impedida de fazer uma prova na universidade de Teerã e proibida de frequentar as aulas, sem justificativas.

A ativista já passou seis meses na prisão de Evin por ser “membro de grupo evangélico”, “engajamento em atividades cristãs”, “atuação contra a segurança nacional” e “propaganda contra o regime”.

Pedidos de oração

Interceda para que Deus fortaleça Mary e cure-a das feridas físicas e emocionais, causadas pela perseguição que ela enfrenta por amor a Jesus.

Peça que o Senhor interfira no caso dela e de outros cristãos que estão presos injustamente no Irã. Que a justiça dele seja feita.

Ore para que os perseguidores dos cristãos tenham um encontro com Jesus e se rendam ao amor dele.


DEIXE UM COMENTÁRIO
Siga Seara News no Twitter, no Facebook e Instagram
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”
.
Seara News 25 anos
- Publicidade -

LEIA TAMBÉM

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
www.AutoPECAS-online.Pt

LEIA TAMBÉM