Ateus criam primeira ‘igreja ateísta’ do mundo

0
24

Ateus criam primeira "igreja ateísta" do mundoUm templo, um grupo de louvor, momento da oferta, um pregador e uma mensagem para a audiência. Em milhões de igrejas é isso que acontece quando pessoas se reúnem para cultuar a Deus. Não na “Assembleia de Domingo”.

O que parecia uma brincadeira dos humoristas Sanderson Jones e Pipa Evans, tornou-se algo mais sério. Eles criaram a primeira “igreja ateísta” do mundo. Inaugurada em Londres no início do ano, surgiu como uma alternativa para aqueles que gostam de ir à igreja, mas não creem em Deus.

Jones e Evans afirmam que receberam centenas de e-mails de pessoas interessadas em abrir locais assim nas suas cidades. O site da Assembleia afirma que trata-se de “uma congregação sem Deus, que se reúne no primeiro domingo de cada mês para ouvir palestras, cantar músicas e celebrar a maravilha da vida”. Seu lema é oferecer um espaço para quem quer “viver melhor, ajudar com frequência e questionar mais.”

Aos poucos, eles foram criando um “plano de expansão”, preparando vídeos, estrutura de marketing e todos os recursos que puderem oferecer. Mas cada pessoa que deseja iniciar uma “igreja ateísta” está livre para fazer as reuniões como achar melhor.

Em sua primeira “turnê missionária”, os fundadores da igreja irão visitar 22 localidades ao redor do globo em 40 dias. É uma tentativa de ajudar a formalizar as novas Assembleias de Domingo que estão se organizando nessas cidades. Seus esforços irão de outubro a novembro deste ano, passando por países como Reino Unido, EUA, Canadá e Austrália.

“Iniciamos com uma congregação em Londres, em janeiro, reunindo cerca de 30 pessoas. Mas nossa taxa de crescimento já atingiu 3000% este ano. Isso pode fazer de nosso grupo a igreja que mais cresce no mundo. Afinal, os ateus são o grupo que mais cresce no mundo”, diz o comunicado oficial enviado à imprensa.

Um dos primeiros passos é criar uma comunidade online onde eles poderão discutir as atividades e os temas defendidos pela Igreja. De acordo com Jones, “será um tipo de Wikipedia para boas ações, aberta para ações comunitárias”.

Para eles, esta é uma oportunidade para criar uma comunidade que possa atrair e envolver ateus, agnósticos e céticos em geral. Judeus, budistas e curiosos também estão frequentando as reuniões.

Jones esclarece sua motivação: “Nós somos grandes fãs da religião. Acreditamos que igrejas podem fazer grandes coisas”. Curiosamente, Richard Dawkins, o ateu mais famoso do mundo disse este mês que apoia o estudo da Bíblia nas escolas e que tem “certo amor pela igreja”.

Embora possa parecer uma contradição, a Assembleia de Domingo já anunciou que tem um calendário, o qual inclui a celebração da Páscoa e do Natal ateístas.

Matt Slick, presidente e fundador do Ministério de Pesquisa e Apologética Cristã, acredita que esse tipo de movimento é perigoso. ”O diabo está trabalhando através deles para substituir a igreja cristã por uma igreja demoníaca. Este movimento é uma manifestação do inimigo do Evangelho tentando substituir o cristianismo, corrompê-lo e enfraquecê-lo”, dispara.

“A igreja cristã tem de perceber que estamos em guerra. Todo cristão deve compreender isso. Em Lucas 22:36, Jesus disse aos seus discípulos para vender a capa e comprar uma espada. Ele não estava dizendo para eles serem violentos. Sua intenção era ressaltar que devemos estar prontos para a batalha e nos defendermos dos ataques do mundo quando sairmos para pregar o Evangelho a todos.”

Fonte: Portal Fiel / Gospel Prime / Com informações de The Blaze e Christian Post

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome