Assembleia de Deus de Cuiabá (MT) marca AGE para eleição e posse do novo líder
O Grande Templo da Assembleia de Deus em Cuiabá (MT), tem capacidade para 23 mil pessoas sentadas. | Foto: Reprodução

O pastor Silas Paulo de Souza foi indicado pela Mesa Diretora da COMADEMAT

A Assembleia Geral Extraordinária para a eleição e posse do novo presidente da Assembleia de Deus de Cuiabá (MT) foi marcada para às 17 horas do dia 4 de agosto de 2020.

O Edital de Convocação foi publicado em um jornal da cidade, na última sexta feira. A data marcada pelo pastor Enésio Barreto Rondon, administrador provisório da instituição.

A presidência da Convenção dos Ministros das Assembleias de Deus no Estado do Mato Grosso (COMADEMAT) foi ocupada pelo pastor João Agripino de França, após o falecimento do presidente pastor Sebastião Rodrigues de Souza, e do 1º vice-presidente, pastor Rubens Siro de Souza. Mas, o cargo de presidente da igreja ainda não foi oficialmente ocupado.

A escolha do presidente da Assembleia de Deus de Cuiabá, passa por duas fases.

– Na primeira ocorre a indicação da Mesa Diretora da COMADEMAT, que já aconteceu tendo a recomendação do nome pastor Silas Paulo de Souza, filho do pastor Sebastião Rodrigues de Souza (In memoriam).

– Na segunda fase acontece o referendum da Assembleia Geral Extraordinária e posse do novo líder, que está convocada para o próximo dia 4 de agosto.

Em reunião realizada na manhã da última sexta-feira (10) nas dependências do templo sede da Assembleia de Deus em Cuiabá (MT), o pastor João Agripino de França assumiu a presidência da Convenção dos Ministros e das Assembleias de Deus no Estado de Mato Grosso, a COMADEMAT.

Nessa mesma reunião foi indicado o nome do pastor Silas Paulo de Souza para assumir a Presidência da Igreja de Cuiabá. O pastor Silas é o atual presidente da Assembleia de Deus em Tangará da Serra.

De acordo com o pastor Juvanir de Oliveira, 1° Secretário da COMADEMAT, houve muitas especulações e deturpações referentes às informações, por desconhecimento dos reais acontecimentos, que acabam afetando a imagem e o trabalho que tem sido realizado pela instituição.

Por isso, o pastor tranquiliza a comunidade e solicita o não compartilhamento de links e notícias que não agregam conteúdo real, ressaltando que o trabalho realizado em prol da coletividade vai além de meros discursos proselitistas que intentam disseminar a desunião através do abalo da fé.


DEIXE UM COMENTÁRIO 
Siga Seara News no Twitter, no Facebook e Instagram
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui