Após quarentena Igreja síria fica sem pastor
Os cultos voltaram a acontecer na Síria, mas o pastor Abdallah Homsi ainda está isolado na Alemanha | Foto: Portas Abertas

Há três meses, o líder cristão aguarda autorização para retornar da Alemanha

A quarentena deixou muitas igrejas sem os cultos presenciais, mas os pastores se mantinham alertas na internet para continuar a caminhada com os cristãos. Mas o que acontece quando a igreja na Síria tem autorização para retomar as atividades presenciais, mas o pastor continua isolado na Alemanha? O pastor Abdallah Homsi sabe a resposta e mostra como isso é possível com um pouco de criatividade, tecnologia e disposição dos cristãos em ajudar.

Há quase três meses, o líder cristão tenta administrar os assuntos relacionados à igreja e família à distância. Na ausência dele, Ibrahim* representa o líder na congregação. Eles mantêm contato virtual diário. “O pastor Homsi participa de nossas reuniões privadas on-line para dar a opinião dele. Nos cultos, na maioria das vezes, eu faço os sermões. Decidimos juntos quem faz o quê”, explica Ibrahim.

A igreja tem se reunido duas vezes por semana, e os cultos com cristãos ex-muçulmanos e curdos também voltaram a acontecer. “É muita pressão para eu ser subitamente encarregado de tudo. Especialmente porque devo organizar meu tempo entre meu trabalho, família e igreja. Mas, pela graça de Deus e pela ajuda do conselho de presbíteros, estou conseguindo fazer isso”, revela o braço direito do pastor Homsi.

Para participar da rotina da família, o pastor Homsi também estreitou o contato virtual com a esposa Aghna. “Como família, sentimos tanto a falta dele. Conversamos todos os dias, fazemos devocionais juntos, lemos a Bíblia e oramos a Deus para intervir e abrir as portas para que ele possa voltar”, testemunha a cristã. Os filhos do pastor também intercedem para que possam abraçar o pai em breve. “As crianças perguntam por ele e se questionam quando estará de volta. Sentei-me com nosso filho Joseph, de 11 anos, e nossa filha Camellia, de 14, e expliquei por que eles não podem ver o pai agora”, conta Aghna.

Apoie os cristãos na Síria!

A COVID-19 teve um forte impacto na vida dos cristãos sírios, já que eles ainda estão se recuperando das consequências de uma guerra. Fortalecer os irmãos e irmãs que permanecem no país é uma missão da igreja de Cristo. Seja canal do amor de Deus na vida dos que estão necessitados de alimentos e artigos de higiene.

*Nome alterado por segurança.


DEIXE UM COMENTÁRIO 
Siga Seara News no Twitter, no Facebook e Instagram
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui