Anexação de Judeia e Samaria é reivindicada por judeus messiânicos
Messiânicos pedem territórios da Judeia e Samaria. (Reprodução/Israel Today)

Anexação da Judeia e Samaria seria um “cumprimento bíblico”. A Aliança para a Advocacia de Israel sugere ao governo americano que coloque a proposta no acordo de paz.

A Aliança para a Advocacia de Israel (AIA), um lobby judaico messiânico sediado em Washington, elogiou o governo Trump por avançar no assunto da anexação da Judeia e Samaria.

Joel Chernoff, diretor-executivo da AIA, afirmou: “O embaixador David Friedman foi ousado e correto ao afirmar que Israel tem o direito de anexar pelo menos parte da Cisjordânia”.

A afirmação de Chernoff foi em referência a um artigo do New York Times. O artigo apresentou o título: “Embaixador diz que Israel tem o direito de anexar partes da Cisjordânia”.

Disse também que “para milhões de cristãos evangélicos e não poucos cidadãos judeus dos EUA, a questão da Judeia e Samaria é bíblica e profética. Muitos milhões acreditam que o retorno de Israel à sua terra é um milagre moderno e o cumprimento de muitas profecias sobre Israel encontradas nas Escrituras. Se isso não bastasse, também é verdade que é uma questão de justiça”.

“As escrituras registram que o Deus de Israel não somente ama os filhos de Ismael, o pai do povo árabe, mas promete que Ele os multiplicaria e abençoaria e o faria em 12 grandes nações (Gn 17:20-21). Deus cumpriu amplamente essa promessa e hoje nossos primos árabes compreendem 23 nações, 10 milhões de milhas quadradas e mais de 350 milhões de pessoas”, continou.

Chernoff diz ainda que “em comparação, Deus prometeu aos filhos de Abraão, Isaque e Jacó, o povo judeu, uma pequena nação com suas fronteiras claramente descritas nas Escrituras. E essa nação, Israel, tem apenas 10.000 milhas quadradas e hoje compreende apenas 8 milhões de pessoas. Nós enfatizamos aos nossos primos árabes que é injusto querer não apenas toda a bênção que Deus concedeu abundantemente a eles, mas também a pequena concessão de terras que Deus deu aos filhos de Abraão, Isaque e Jacó”.

Números

Joel Chernoff faz comparações numéricas de extensão territorial e populacional entre árabes e judeus. “Hoje existem vinte e três nações árabes para uma nação judaica. 10 milhões de milhas quadradas para 10.000 milhas quadradas. 350 milhões de pessoas para 8 milhões de pessoas. Isso é 23 para um. No entanto, muitos líderes árabes não param até os 24 a zero”, afirmou.

“À medida que mais e mais do nosso povo judeu retornam a Israel, muitos sob a pressão do crescente antissemitismo e anti-israelismo, está se tornando uma questão urgente que Israel seja restaurada para toda a sua terra original prometida por Deus descrita nas Escrituras”, defendeu.

Terry Allen, Diretor de Políticas Públicas da AIA, acrescentou: “Encorajamos o Presidente Trump a reconhecer a justiça inerente e a justiça de apoiar a restauração da Judeia e Samaria como parte integrante do moderno Estado judeu de Israel”.

“Por seu lado, a AIA continuará sua defesa em Washington e no Capitólio. E, apesar das tentações de executar o ‘acordo do século’ em um plano de paz no Oriente Médio, pedimos ao presidente [Donald Trump] que não tome nenhuma ação que entre em conflito com os decretos bíblicos sobre a terra prometida a Abraão, Isaque e Jacó e seus descendentes. Fazer isso seria uma receita para um certo fracasso”, afirmou.

Representando a comunidade judaica messiânica

A Aliança para a Advocacia de Israel (AIA) busca ativar e organizar o apoio americano a Israel, articulando a reivindicação bíblica de Israel à Terra. A organização é o braço de políticas públicas da Aliança Judaica Messiânica da América. Ela é a maior organização mundial representando a comunidade judaica messiânica. A AIA procura equipar a Igreja Cristã, os formuladores de políticas e a mídia com recursos para promover uma maior compreensão do argumento bíblico sobre a reivindicação de Israel à Terra histórica de Israel, seu direito à autodeterminação e seu papel na redenção mundial.

Fonte: Guiame
DEIXE UM COMENTÁRIO_____________________________
Siga Seara News no Twitter, no Facebook e Instagram
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui