ANAJURE propõe que Brasil seja destino para refugiados de perseguição religiosa

0
27

ANAJURE-RPL-IstambulA proposta feita pela Associação Nacional de Juristas Evangélicos – ANAJURE, na Annual Consultation da RLP (Religious Liberty Partnership), em Istambul, na Turquia, de que o Brasil seja um país de migração para os perseguidos por motivação religiosa. O evento reuniu representantes de organizações jurídicas, acadêmicas e eclesiásticas do meio cristão internacional de 33 países e promoveu importantes debates e estudos de caso sobre violações à liberdade religiosa e de expressão que atualmente ocorrem em diferentes nações.

A Associação Nacional de Juristas Evangélicos  – ANAJURE, participou, de 18 a 21 de março, da conferência internacional da Annual Consultation da RLP (Religious Liberty Partnership), em Istambul, na Turquia. No evento, a entidade teve a oportunidade de propor, durante as discussões e resoluções, que o Brasil seja, com o apoio da RLP, um país de migração para os perseguidos por motivação religiosa, especialmente nos casos de violação desse direito que ocorre nos países islâmicos.

“Estabelecemos importantes parcerias durante a Consultation de modo que ao chegarmos ao Brasil já começaremos a implementar este programa de ‘Relocation’ voltado para atender os refugiados, exilados e perseguidos por motivação religiosa. A idéia é fazer parcerias – além das alianças internacionais – com igrejas e organizações privadas e também com o governo federal para que essas pessoas possam vir ao Brasil e viver no país para que assim possam sair do sofrimento advindo da perseguição”, adiantou o presidente da ANAJURE Uziel Santana.

ANAJURE-RPL-Istambul-encontroA ANAJURE apresentou a proposta no fórum de debates  e explicou que a conjuntura político-econômica internacional brasileira é favorável. “Isso dá a oportunidade de tentarmos contribuir para que os irmãos perseguidos  possam ter a chance de começar uma nova vida. Esse é um tema de oração e ação e a ANAJURE, a partir do que já foi firmado aqui, está engajada nisso”, afirmou Santana. Segundo ele adiantou, durante a Consultation da RLP houve intensos contatos, debates e planejamentos para tratar do assunto.

O evento reuniu representantes de organizações jurídicas, acadêmicas e eclesiásticas do meio cristão internacional (33 países) e em seu primeiro dia, promoveu importantes debates e estudos de caso sobre violações à liberdade religiosa e de expressão que atualmente ocorrem em diferentes países.

Entre os debates apresentados a equipe de juristas da Rússia apresentou a situação das liberdades religiosas naquele país, onde existe um forte movimento conservador com apoio governamental contra o movimento homossexual. Já nos países que faziam parte da antiga União Soviética a situação para os cristãos foi apontada como difícil.

Em meio às apresentações, Nmadu Yunusa, da Christian Solidarity Worldwide (CSW) da Nigéria trouxe a informação de que havia ocorrido um novo ataque contra os cristãos no país. Tal informação foi sucedida por um momento de oração intercessória em favor das vítimas e dos que professam a fé cristã e enfrentam os ataques recorrentes no país africano. Um relatório distribuído pela CSW informou que mais da metade dos casos de violência contra cristãos vêm ocorrendo na Nigéria.

Outro caso apresentado foi o da situação de perseguição no Egito. O Dr Kamal Fahmi,  da organização Set My People Free relatou como está a situação depois que segmentos islâmicos assumiram o poder. Segundo ele, os cristãos estão sofrendo com a intensa perseguição. “Em meio a um trabalho difícil e que oferece risco às suas próprias vidas, eles perseveram por amor ao Senhor Jesus”, observou o presidente da ANAJURE Uziel Santana.  

No debate de idéias, a ANAJURE expôs a conjuntura brasileira em relação à liberdade religiosa. “Tivemos a oportunidade de ouvir os relatos e de fazer importantes conexões”, concluiu Uziel Santana.

Infelizmente, como disse a chanceler da Alemanha Angela Merkel, o Cristianismo atualmente encontra-se no status de religião mais perseguida do mundo. Percebe-se que na Eurásia, África e países islâmicos que o Cristianismo é uma religião fortemente combatida. Nesse sentido, nós como juristas e como igreja precisamos orar por nossos irmãos que sofrem ataques por professarem o nome de Cristo, além de apontar soluções concretas, como dar abrigo aos refugiados que sofrem essa opressão”, finalizou o Dr. Uziel.

No último dia da Consultation, a ANAJURE foi oficialmente convidada pelo Leadership Team da RLP para ser membro pleno da entidade. “O convite muito nos honrou porque demonstra que estamos no caminho certo, no sentido de contribuir para que o cristianismo, no Brasil e no mundo, possam ser difundidos” disse o Dr. Ênio Araújo, vice-presidente da ANAJURE, que também estava presente no evento.

A próxima edição da Annual Consultation da RLP já tem local e data marcadas, mas por questões de segurança internacional não pode ser divulgado ainda. “A ANAJURE, com a graça de Deus, estará presente, quem sabe já apresentando um importante relatório sobre o nosso programa de relocation para os refugiados por perseguição religiosa. Que o Senhor nos abençoe e leve a bom termo o que nos concerne”.

Com informações da Assessoria de Imprensa da Anajure

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome