ALOIR MIRANDA retorna ao cenário da música evangélica, e conta um pouco da sua história e do novo CD

2
67

ALOIR MIRANDA retorna ao cenário da música evangélica, e conta um pouco da sua história e do novo CDPor Paulo Pontes

Aloir Miranda começou sua carreira como cantor ainda criança. Sua formação cristã vem de uma família tradicional, membros da Assembléia de Deus em Itacibá, Cariacica/ES.  Em 1987, Aloir Miranda recebeu o título de “Cantor Oficial da Umades” (União da Mocidade das Assembléias de Deus no Estado do Espírito Santo), pela diretoria que na época era presidida pelo Pr. Oziel da Silva, um amigo de saudosa memória. Aloir que já participou de diversos festivais de música evangélica, apresentou programas de rádio, é pastor, cantor e compositor. Na entrevista exclusiva para Seara News conta um pouco da sua história, fala do mais recente trabalho da sua carreira o Cd “Toda Honra e Glória”.

Seara News: Como foi o início da sua carreira?

Aloir Miranda: Aos oito anos de idade tive minha primeira oportunidade para fazer um solo. Cantei um hino que moveu os corações dos presentes naquela ocasião e foi notório o manifestar do Espírito Santo alegrando a todos. Alguém foi usado por Deus e profetizou minha chamada e muita coisa que, no decorrer no tempo, tenho visto acontecer.

SN: Em 1987 você foi chamado de “cantor oficial da Umades”, e até compôs a música oficial do IX Congresso que impactou a juventude da época com o tema “Não deixe morrer um jovem”. Que lembranças você tem dessa época e o quê isso contribuiu para sua vida hoje?

AM: Foi uma graça divina ganhar o concurso para escolha do hino oficial do referido Congresso. Compus também os quatro hinos oficiais dos congressos seguintes. O título de Cantor Oficial foi um prêmio inesquecível e mais uma confirmação de Deus para o meu chamado. As portas se abriram para que eu pudesse cantar em várias igrejas em diversos lugares dentro e fora do Estado. Foi muito estimulante para eu continuar cantando e compondo. As lembranças de cada Congresso são marcantes, inesquecíveis. Em alguns pude cooperar como Diretor de Comunicação. As reuniões, os momentos de oração com os organizadores, as dificuldades para realizações dos conclaves considero, sem dúvida, algo que Deus me proporcionou para embasar em muito meu ministério desde então.

SN: Você gravou três discos, um cd coletânea e projetou-se, mas em seguida se ausentou do cenário da música para dedicar-se ao ministério pastoral. Como foi administrar essa fase?

AM: Foi uma orientação divina. Estava numa fase de interrogações, Deus entrou com a providência e confirmou várias profecias sobre minha chamada pastoral. Detalhar como aconteceu requer maior espaço. No início consegui conciliar, porém, mais adiante preferi, até mesmo pela necessidade do rebanho, focar mais o pastorado. Foi um aprendizado e uma experiência extraordinária. A saber, mesmo atuando na música, cantando e compondo, sempre fui aluno assíduo da EBD e desde cedo me tornei professor da classe de juvenis e jovens. Após me formar em Bacharel em Teologia, pude pertencer ao corpo docente de alguns seminários teológicos do ES por alguns anos também. Isso tudo já indicava minha tendência ao ministério específico com ovelhas além do louvor.

SN: Hoje, Aloir Miranda está retornando ao cenário musical, o que o motivou a essa decisão?

AM: Mesmo pastoreando sempre tive ativa participação no louvor da igreja. A chama do louvor nunca apagou. No fundo sentia que estava como pastor por um tempo, mas que Deus iria expandir meu ministério além das quatro paredes. Na verdade, quando assumi o pastorado já estava avisado pelo próprio Deus que seria uma experiência nova e necessária a me tornar mais apto para cumprir todo um projeto d’Ele na minha vida. Aconteceram algumas coisas alheias à nossa vontade que não nos permitiram continuar pastoreando e entendemos que era a hora de voltar a soltar a voz por este mundo cantando e ministrando a salvação em Cristo Jesus.

SN: O seu retorno se dá com um lançamento: “Se você crer verá!” Fale um pouco sobre seu novo trabalho?

AloirMiranda-CDTodaHonraeGloriaAM:  O CD Se Você Crer Verá, lançado em dezembro/2010, é uma coletânea dos hinos que gravei nos Lp’s Fuga(1988) e Reflexão(1990) com play-backs inclusos, para marcar a minha volta ao ministério do louvor. Contém hinos que marcaram a época como o hino título Se Você Crer Verá, A Alegria Vem, Volta, Desce Fogo no Altar, Fuga, Fogo de Deus e outros. Porém, ansiava em lançar um CD com hinos inéditos. Deus entrou com a providência novamente e temos recebido há dois meses o CD TODA HONRA E GLÓRIA, que é o nosso mais recente trabalho. Para cada gravação existe uma história do mover de Deus para concretização de cada uma delas. Esta última é um testemunho muito forte, coisa extremamente divina. O espaço não cabe. O novo trabalho é composto por hinos de adoração, mensagens de fé e encorajamento e algumas canções de recordações (hino da harpa e corinhos). O estilo é clássico pentecostal, com arranjos geniais do maestro Flávio Rocha (Kabimba) em baladas, jazz, e outros. A gravação foi iniciada no Brasil e terminada na Virgínia-EUA, com todo capricho para que o nome do Senhor seja engrandecido como merece. Vale a pena conferir flashes no You Tube.

SN: Quais os planos para o futuro?

AM: Estou submisso à vontade d’Aquele que me chamou e me ungiu para fazer a Sua obra. Acredito que as promessas de Deus vão se cumprir, estou fazendo por onde elas se cumpram. Assim, muita coisa pode acontecer. Gravar outros CDs, DVDs, ganhar muitas almas para o meu Senhor, ser benção e canal de felicidade e libertação para muitas vidas, enfim, usar os talentos que Deus me deu na Sua obra sempre com muito afinco, amor e gratidão. Penso trabalhar muito para ser contratado por uma gravadora a fim de que meus CDs alcancem distribuição e divulgação nacional e internacional, e uma agenda mais consistente.

Para contato, agenda e convites ao pastor e cantor Aloir Miranda:
Telefones: 027- 8814-3133 / 8867-2535 / 3386-1781
Email: [email protected]

Assista o vídeo com flashes do Cd Toda honra e Glória

2 COMENTÁRIOS

  1. Sucesso Aloir Miranda neste novo Projeto! Que milhares de vidas sejam alcançadas para o Reino de Deus, através do ministério que o Senhor lhe confiou. Paulo e Silas, alcançaram muitas vidas em Filipos [Atos 16], mas tudo começou com um terremoto precedido por louvores a Deus numa prisão. Quando esses dois servos de Deus começaram a louvar a Deus, eles mesmo no escuro, enxergaram além das algemas, uma grande colheita de almas. Eles não se importaram com as feridas físicas e emocionais e nem com as dificuldades prisionais. Não pagaram a fiança e/ou procuram outro recurso para se livrarem da prisão. Apenas louvaram a Deus com suas vozes, crendo que as Portas seriam Abertas… Por estarem com as mãos amarradas, não podiam tocar ‘violão e/ou gaita’… E também, não sabemos se esses ‘dois cantores missionários’ tocavam ‘violão, gaita e/ou algum outro instrumento de corda’. Mas, eu creio que além de cantores eles eram bons ‘percursionistas’. Pois, já que estavam com os pés amarrados com correntes nos troncos… Os hinos que eles cantaram abalaram aquela prisão em Filipos, tendo como público todos os prisioneiros. E esse poderoso louvor a Deus foi acompanhado com a ‘batida de pés acorrentados’ cujo som e barulho viabilizam uma boa percursão. No sentido lógico, a libertação das algemas deveria alcançar apenas essa dupla de cantores missionários, mas a visão e os pensamentos de Deus vão além da lógica humana. Deus queria libertar todos os prisioneiros, e inclusive o Diretor da prisão e sua preciosa família, para inicicar uma grande igreja naquela cidade. Á luz dessa grande libertação o que resultou numa grande colheita de almas em Filipos, podemos inferir: a libertação das pessoas ao meu redor, depende da minha libertação. O texto também nos revela que ‘todas as portas foram abertas’. o que podemos aprender uma outra preciosa lição: portas fechadas é resultado de ‘falta de oração e louvor’, pois ‘quando esses dois cantores missionários começaram a orar e cantar louvores a Deus todas as portas se abriram…’ v.25

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome