24.4 C
Vila Velha

A Igreja Perseguida na Copa do Mundo 2022

A reunião das nações para a Copa do Mundo além de gerar a esperança de que muitos ouçam as boas novas, também destaca sete países onde cristãos são perseguidos. Conheça os sete países da Lista Mundial da Perseguição que participam dos jogos

EM FOCO

Portas Abertas
Portas Abertas
A serviço da Igreja Perseguida, PORTAS ABERTAS é uma organização internacional que serve cristãos em lugares hostis ao evangelho. Está presente em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

No próximo dia 20, o Catar recebe pessoas do mundo inteiro para um dos maiores megaeventos da atualidade: a Copa do Mundo. Entre torcidas e treinos, a presença de países onde cristãos são perseguidos no evento chama atenção. Durante uma entrevista sobre a Copa, um líder cristão lembrou de uma promessa especial do Senhor: “Deus já anunciou no Antigo Testamento que pessoas de diversas nações iriam louvá-lo. Como igreja, somos convocados a interceder pelos irmãos na fé de diversos países, para que todas as nações conheçam as boas novas”.

Em outras edições de eventos esportivos, como os Jogos Olímpicos e a Copa do Mundo, atletas e torcedores cristãos puderam compartilhar o evangelho em países fechados. Muitos esperam que o mesmo aconteça este ano no Catar. “Sediar a Copa do Mundo é um grande risco para países fechados como o Catar. Esse tipo de evento evidencia as violações de direitos humanos e o contato com outras nações permite o vislumbre de uma nova realidade”, acrescentou o cristão.

Conheça a seguir sete países da Lista Mundial da Perseguição 2022 que participarão da Copa do Mundo e alguns dos desafios dos seguidores de Jesus nessas nações que fazem parte dos 50 países mais perigosos para ser cristão:

Irã (9º)

O governo iraniano considera as igrejas ameaças à segurança do país. Diversos líderes cristãos foram presos pela organização de igrejas domésticas. O país parece entrar em um momento de abertura política.

Arábia Saudita (11º)

As duas cidades sagradas do islamismo ficam nesse país e a maioria do país é muçulmana. Quando cristãos deixam o islamismo para seguir Jesus são considerados traidores e podem perder a família, emprego e amigos por causa da fé.

Catar (18º)

O país sede dos jogos também é conhecido pela opressão islâmica contra cristãos e foi uma das nações que mais subiu na Lista Mundial da Perseguição 2022 por causa do aumento da violência e pressão à pequena comunidade cristã.

Marrocos (27º)

O código penal do Marrocos considera crime “abalar a fé muçulmana”. Muitos cristãos estrangeiros que viviam no país foram deportados e outros, que permaneceram, foram presos por compartilhar o evangelho ou quando algum cristão de origem muçulmana é descoberto.

Tunísia (35º)

Até pouco tempo, a Tunisia era considerado um país laico. No entanto, projetos de lei para conceder poder absoluto para o rei a comunidade islâmica estão ganhando espaço. Com isso, denúncias de ataques e discriminação contra cristãos permanecem impunes.

México (43º)

O México é a única nação onde o tipo de perseguição principal não é a opressão islâmica. Ali, os cristãos são perseguidos pelos cartéis de drogas que enxergam nos seguidores de Jesus uma ameaça para o tráfico por tirarem jovens das drogas e inibirem a violência.

Camarões (44º)

O principal desafio para os cristãos em Camarões são os ataques de grupos extremistas islâmicos. Igrejas foram atacadas, cristãos sequestrados e inúmeros irmãos na fé foram assassinados. A crise difunde medo e insegurança para seguir Jesus.

À espera de um grande avivamento

“Esperamos que a Copa do Mundo propicie um grande avivamento”, conta um líder cristão animado com o movimento que os jogos têm causado. Ele atua em uma das 61 vilas onde as igrejas são permitidas. Durante a pandemia, todos os 157 vilarejos onde as igrejas podiam existir fecharam as portas. Depois da pandemia, 96 delas não existiam mais.

O Catar é o 18º país da Lista Mundial da Perseguição 2022, entre os 50 países onde é mais perigoso ser cristão. A nação foi uma das que mais subiu posições em comparação ao ano passado, um reflexo da violência que os cristãos têm enfrentado somado à pressão intensificada durante a pandemia do coronavírus.

Abertura para as boas novas

A comunidade cristã é muito pequena no país, composta principalmente pelos migrantes que foram trabalhar na construção dos estádios e outras estruturas no Catar. Apenas estrangeiros podem participar das igrejas cristãs e praticar a fé em Jesus. Os nativos do país são proibidos de congregar nas igrejas ou organizar cultos. Eles precisam manter a fé em segredo, como outros cristãos da Península Arábica, para evitar retaliações.

Assim como os jogos permitiram que mais cristãos chegassem ao país, as igrejas acreditam que a Copa seja uma oportunidade de compartilhar o evangelho no Catar. “Precisamos do apoio da igreja global em oração para as duas milhões de pessoas, de mais de 60 nações, que vieram e virão para a Copa do Mundo sejam alcançadas pelo amor de Jesus. Já estamos vendo o mover do Senhor e cremos no poder dele para alcançar ainda mais vidas”.

Vista a camisa da Igreja Perseguida

Você pode participar de perto da Copa do Mundo através da oração. Clique aqui e baixe tabela exclusiva da Copa para conhecer os principais motivos de oração, enquanto acompanha os jogos.


DEIXE UM COMENTÁRIO
Siga Seara News no Twitter, no Facebook e Instagram
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”
Se encontrou algum erro, deseja sugerir uma pauta, ou falar conosco. Clique aqui!
- Publicidade -

LEIA MAIS...

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

LEIA TAMBÉM

ESTUDOS E DEVOCIONAIS

- Publicidade -
Rádio Seara News
- Publicidade -
Suprema Contabilidade
- Publicidade -spot_img