A Igreja atual e a carência de conhecimento bíblico e interpretação correta das Escrituras

6
371

A Igreja atual e a carência de conhecimento bíblico e interpretação correta das Escrituras

Você, servo de Cristo e estudioso da Palavra, percebe na Igreja atual uma carência de conhecimento bíblico e interpretação das Escrituras Sagradas?

A Igreja atual, pouco a pouco vem perdendo a sede pela palavra de Deus e passou-se a valorizar bem mais os ‘decorebas’, as frases prontas oriundas das redes sociais, boa parte delas de autores anticristãos; a carência começa do altar, desce até os bancos e chega às nossas casas e vida cotidiana.

As letras de nossas canções, em boa parte, tornaram-se meramente poemas, sem a mínima expressão teológica ou bíblica.

Caminhamos para um ceticismo, uma apostasia, que parece um túnel onde não se vê a luz. Estamos nos tornando práticos a tal ponto de perdermos o caminho.

Trocamos o que é certo pelo que dá certo!

Estamos politicamente corretos, porém biblicamente errados!

Boa parte do que o crente atual sabe, é de ouvir falar e não de ler, pesquisar, ponderar, analisar ou estudar.

Observa-se a pobreza de conhecimento nos temas de nossos eventos, no conteúdo de nossos sermões e na própria liturgia comum de nossos cultos; domingo após domingo, culto após culto, são preenchidas as carências do ego, do consumismo e do humanismo de cada um. Tenha Deus misericórdia de nós!

Creio faltar um incentivo que venha dos púlpitos, afinal, um púlpito vazio de Bíblia, produz uma Igreja vazia de vivência.

Como estudante da Palavra, preocupo-me diariamente em como poderia influenciar outros de minha faixa etária, de meu convívio a apaixonarem-se pela palavra que é, segundo ela mesma se auto descreve, doce, suave, mel, etc.

Ao olhar os noticiários atuais ou pesquisar os livros de história, noto que muitos povos foram destruídos por guerras, perseguições, exploração e armas de destruição em massa. Porém Deus disse que só há uma forma de o seu povo ser destruído, uma só:

“O meu povo perece, por falta de conhecimento” – Oséias 4,6.

Portanto não tenho medo das leis que o governo lança contra a igreja, não temo as afrontas dos grupos ativistas que forçam a aprovação de projetos que visam destruir a igreja; não tenho medo da enfermidade que insiste em me visitar de tempos em tempos. Tenho medo só de uma coisa: desinteressar-se pelo meu Deus!

Tenhamos nós, leitores e estudiosos da nova geração mais afinco ao expor as Sagradas Escrituras, tomemos o capacete, a couraça, a espada de Efésios 6 e partamos para o campo, afim de implantar nos corações uma paixão pela Bíblia, o livro dos livros.

Conhecer a Bíblia é nossa paixão, interpretá-la corretamente é nosso dever!

Somos a resposta para a pergunta de Isaías 53,1 quando diz: ‘Quem deu crédito à nossa pregação?’.

Nem tudo está perdido!

Ainda há os que pelas cavernas se alimentam de água (palavra) e pão (palavra).

6 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns pelo texto Carol. Acho que a correria, essa busca por coisas que facilitem o nosso dia a dia, acaba nos levando a um comodismo. Muitas vezes deixamos de fazer o que é essencial pra nossa vida, como ler e buscar nosso próprio conhecimento da palavra de Deus. Artigos como este abrem nosso olhos. Deus abençoe.

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome