A angústia de Deus
Céu, raios do sol entre nuvens | Foto: Pixabay

Deus não se alegra com as nossas calamidades, pelo contrário, Deus sente profunda compaixão pelo homem.

A Angústia de Deus – O livro de Juízes no capítulo 10 e versículo 16, nos diz: “E tiraram os deuses alheios do meio de si e serviram ao Senhor; então, se angustiou a sua alma por causa da desgraça de Israel”.

Esse texto causa-nos perplexidade. Foi permitido ao autor sacro captar o eco da angústia divina em razão da opressão dos adversários ao povo de Israel.

A desgraça de Israel provocou em Deus um sentimento de pesar e tristeza.

O contexto da leitura bíblica nos mostra que Israel havia abandonado o Senhor Deus, e por conta disso os inimigos estavam oprimindo o povo judeu. O povo estava em aperto, pois os inimigos se levantaram contra a nação judaica. Em sua aflição o povo buscou socorro no Senhor.

Nesse episódio o que me impressiona é que o infortúnio de Israel, provocado pelo afastamento do Deus vivo, causou no Senhor, dor e sofrimento.

Todas as vezes que alguém se afasta deliberadamente de Deus, abandonando a fé, e decide viver independentemente da graça e amor divino, isso causa tristeza no coração de Deus. Nessas circunstâncias o inimigo mortal do homem, o diabo, prevalece, humilha e oprime.

Não é desejo de Deus que o homem sofra nas mãos de seu inimigo. Para tanto traçou planos de paz e prosperidade para cada ser humano.

A história se repete e hoje não é diferente. Milhares de pessoas estão sob o jugo pesado do pecado e por conta disso, o inimigo de nossas almas tem causado prejuízos irreparáveis, tem ocasionado sofrimento e dor, tem oprimido e gerado toda sorte de males ao ser humano.

Deus não se agrada dessa realidade, e busca de todas as formas chamar a atenção do homem para si, evitando que a tristeza, melancolia e depressão sejam companheiras inseparáveis do homem, tornando-o infeliz em função da sua condição espiritual.

Vejo um Deus que se entristece com a infelicidade do homem, e que não coaduna com as ações do inferno contra a obra prima da criação.

Deus não se alegra com as nossas calamidades, pelo contrário, Deus sente profunda compaixão pelo homem.

Deus é sinônimo de alegria, paz e gozo, voltemos nossos olhos para o Senhor, busquemos o conforto e o consolo que somente Ele nos proporciona.

Na presença de Deus há fartura de alegria, há vida com abundância. Viver sob a mão pesada do nosso adversário, não é o plano de Deus para ninguém.

Que possamos nos levantar e buscar a Deus, para que Ele nos liberte e tenhamos uma vida próspera em todos os sentidos.

“Vinde a mim todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve” (Mt 11.28-30).


DEIXE UM COMENTÁRIO
Siga Seara News no Twitter, no Facebook e Instagram
“O primeiro portal cristão no Estado do Espírito Santo”
.
Seara News 25 anos

3 COMENTÁRIOS

  1. Que artigo excelente! Parabéns!!!! Pr. Carlos Alberto, que o Senhor Deus continue lhe usando, o sr. e sua família estão em nossas orações. Sentimos muita falta dos estudos e mensagens que o senhor ministrava aqui em Porto Velho – Rondônia. Deus lhe abençoe.

  2. Glória a Deus, que bom que edificou a sua vida missionária Edvana. Também sentimos saudades desse povo abençoado. Estamos em oração t pela sua casa.

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui