Um segundo que faz diferença!
O problema relacionado à adição do segundo extra, está se tornando cada vez mais sério.

2015 terá 1 segundo extra, e pode afetar serviços de internet

por Paulo Pontes | com informações de Techie News

Existe uma possibilidade considerável de que computadores e serviços tecnológicos de internet em todo mundo apresentem problemas, na virada de 30 de junho para 1º de julho deste ano. Isso por conta de uma medida foi tomada pelos cientistas do IERS que fará com que o dia 30 de junho de 2015 seja precisamente 1 segundo mais longo.

Com a velocidade de rotação da terra desacelerando a uma taxa de cerca de dois milésimos de segundo por dia, o IERS (Serviço Internacional de Sistemas de Referência e Rotação da Terra), organização responsável pela manutenção dos padrões de referência e tempo no mundo inteiro, sediada em Paris, anunciou que vai adicionar um segundo extra no dia 30 de junho, para compensar desaceleração na rotação da Terra. Os cientistas do IERS, responsáveis pelo segundo bissexto, informam que a medida é para ajustar a rotação da terra ao tempo atômico.

De acordo com o anúncio do IERS o dia 30 de junho terá 86.401 segundos, em vez de 86.400 segundos, e o tempo desse dia terá um segundo a mais. Com isso, findando o dia 30 de junho, os oficiais relógios mundiais vão marcar 23 horas, 59 minutos e 60 segundos antes de virar para 1º de julho (o normal seria 23h59m59s).

2015 terá 1 segundo extra, e pode afetar serviços de internet
Anúncio do IERS ( Clique para abrir e baixar o pdf )

A medida de adição de um segundo extra é um processo antigo, já foi realizada 25 vezes desde 1972, quando foi adotada pela primeira vez. No entanto, com o crescimento do número de computadores que se sincronizam com relógios atômicos, o problema relacionado à adição do segundo extra, está se tornando cada vez mais sério.

Os computadores em todo do mundo usam o relógio mundial como referência, por isso, o anúncio tem provocado temores de que uma falha na internet pode ocorrer, como aconteceu em 2012, quando vários sites acabaram caindo, como foi o caso do Reddit, Foursquare, Yelp e LinkedIn, citados pelo Techie News.

A medida pode prejudicar sistemas e causar problemas em diversos serviços de internet no mundo todo.

Quando o mesmo segundo é mostrado duas vezes seguidas os computadores e servidores falham. Se for solicitada a realização de uma operação em um momento, em que um segundo é repetido, o computador fica sem saber o que fazer, resultando em um crash.

Para evitar problemas em seus servidores, o Google desenvolveu uma técnica de forma proativa “leap smear”, onde gradualmente acrescenta milissegundos em seu system clocks antes da chegada oficial do segundo bissexto.

O mecanismo de adição de um segundo para o tempo sob a forma de um segundo bissexto está sendo ativamente contestado pelos EUA, que afirma ser prejudicial para os sistemas de navegação e de comunicação e sistemas mais críticos, cronometrados, como transações de dinheiro que podem apresentar erros.

O Reino Unido, por outro lado é a favor da continuar com este mecanismo, pois, poderia significar o fim do Greenwich Mean Time, aprovado em 1847, que é medido no momento em que o Sol cruza o Meridiano de Greenwich.

Com informações de Techie News

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui