Home / Artigos / Seja Chato! O único jeito de terminar um trabalho!

Seja Chato! O único jeito de terminar um trabalho!

Seja Chato: é o único jeito de terminar um trabalho

Série “Como ter uma vida criativa”

Por Daniel Buanaher

“Seja constante e metódico na sua vida para que possa ser […] original no seu trabalho”

Gustave Flaubert

 

Precisa admitir que você estará vivo só por um tempo. Depois se irá. Não é isso que Deus mostrou quando botou o primeiro casal no olho da rua? “No dia em que dela comeres terás que morrer” (Gn 2.17). É melhor você admitir que estará vivo por um tempo, isso vai facilitar muito a sua vida.

Eu, quando adolescente, nem queria pensar na morte. Me causava pavor. “Não. Como assim: morrer? Deixar de existir? Não, não…”, pensava. Mas a verdade é que, se Cristo não vier buscar a sua igreja tão já, você e eu partiremos desta vida. Bem, pelo menos espero.

As pessoas produtivas geralmente (geralmente!) levam uma vida “chata”. Criatividade requer energia, então você deve cuidar de si: tome o café da manhã, faça suas reflexões, faça longas caminhadas, durma bem, cuide da sua piedade, cape diem. Se Deus não te chamou para ser um mártir na China, é melhor morrer lentamente e ver seus netos, do que rápido e fugaz. Rotinas previsíveis, bons níveis de saúde e energia permitem que você seja mais produtivo.

ARRANJE UM CALENDÁRIO PARA VOCÊ

Desde que estou no Brasil, minha amiga Déia Pinheiro, incansavelmente, me dá uma agenda por ano. Ela nem imagina o quanto aquilo me ajuda a organizar minha vida. Sempre que marco lá os meus compromissos “importantes”. Meu celular também me ajuda muito.

Um calendário/agenda ajuda a planejar o trabalho, dá objetivos concretos e o mantém consciente do percurso. Arranje um calendário que te mostre o ano inteiro e vá preenchendo com as coisas que você tem a fazer (ou fez) no dia. Você vai gostar de ver essa corrente, principalmente quando estiver mais experiente, com a bagagem que foi acumulando durante a sua vida. Quem sabe ela servirá de fonte de inspiração para você qualquer dia desses?

MANTENHA UM DIÁRIO DE BORDO

Kleon explica que um diário de bordo não é necessariamente um diário íntimo ou uma agenda, é como um pequeno livro onde você lista as coisas que faz todo dia. Em qual projeto trabalhou, onde foi almoçar, a qual filme assistiu. É bem mais fácil do que manter um diário detalhado, e você ficara surpreso com o quanto um diário de registros como esse pode ser útil, especialmente ao longo de vários anos. Os pequenos detalhes ajudarão você a lembrar-se dos grandes detalhes.

CASE BEM

Meu amigo Mayer sempre me disse: “Daniel, se você errar no casamento errou em tudo.” Essas palavras me perseguem sempre. Eu não sou casado ainda, mas Deus me tem dado o privilégio de ter bons professores e eles são unanimes: “case bem”. E Austin Kleon não é uma exceção.

O autor advoga que escolher com quem se casar é a decisão mais importante que você tomará. Eu digo, depois de ter Jesus como único e suficiente salvador, é a mais importante das decisões. Mas veja que “case bem” não apenas para seu parceiro conjugal, mas também para as pessoas com quem cria amizades, faz negócios, quem você escolhe encontrar. Vá-lá, seja chato nisso, escolha uma boa influência na sua vida.

Lembra do que Paulo disse aos coríntios? “As más conversações corrompem os bons costumes”. Então faça um favor a si mesmo: afaste-se das rodas de escarnecedores e ande na companhia de gente que ajudará a edificar sua fé, gente que te ajudará no seu processo criativo.

Um bom parceiro ou parceira te mantém com os pés no chão. Eu louvo a Deus pelos amigos que Deus me tem dado. Pois, na sua maioria, são incansáveis quando em me encorajar e criticar, quando preciso. Eles são geniais.

Um abraço!

______________
* Série de conselhos sobre como ter uma vida criativa, como construir ideias. São minhas anotações baseadas no livro “Roube como um artista” de Austin Kleon. Aliás, é um livro para ler ontem! Espero poder contribuir para a sua vida de alguma forma.

Quero anunciar!

Sobre Daniel Buanaher

Daniel Buanaher
DANIEL ANTÓNIO BUANAHERI é formado em teologia pela Universidade Metodista de São Paulo e graduando em pedagogia pela Universidade Anhanguera. É africano de nacionalidade moçambicana, natural da cidade de Pemba, Província de cabo Delgado. Atualmente reside no Brasil. Daniel Buanaher (como gosta de ser chamado) é o filho mais velho do casal António Buanaheri e Maria Buanaheri.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × um =

Licena Creative Commons

Seara News foi licenciado com uma Licença Creative Commons