Pastor Samuel Câmara se desliga da CGADB

0
330

Pastor Samuel Câmara se desliga da CGADB
Pastor Samuel Câmara, líder da Igreja Mãe, em Belém (PA)

Documento foi redigido e assinado no dia da comemoração dos 500 anos da Reforma Protestante.

O pastor Samuel Câmara, líder da Igreja-Mãe em Belém (PA), através do seu site, tornou público o anúncio da sua saída da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil – CGADB.

Nesta segunda-feira, 6 de novembro de 2017, foi protocolado na sede da CGADB no Rio de Janeiro o requerimento no qual solicita, de forma irretratável e irrevogável, o desligamento do pastor Samuel Câmara, do rol de membros da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil. O documento se destaca por ter sido redigido e assinado no dia em que se comemora os 500 anos da Reforma Protestante, 31 de outubro/2017, e que coincide também com a data do seu 60º aniversário.

No documento, o Pr. Samuel Câmara explica claramente que o desligamento se restringe apenas ao vínculo com a CGADB e não com o pastorado ou com a história da Assembleia de Deus onde é o pastor da Igreja Mãe.

Conforme matéria que publicamos no final da semana passada, aqui no portal Seara News, o pastor Samuel Câmara prossegue neste novo movimento que  avanço, dinamismo e resgate histórico da Assembleia de Deus no país, contanto com apoio de convenções, ministérios e ou igrejas de diversos localidades do país, para fundar uma nova instituição reguladora e normativa da denominação assembleiana brasileira, a Convenção da Assembleia de Deus do Brasil – CADB. “É em um novo movimento que vem trazer avanços, dinamismo e resgate Histórico da Assembleia de Deus.[…] Nasce Frutífero e abençoado com inúmeros pastores, ministérios e convenções que se unem para fazer um Assembleia de Deus mais forte”, cita o Samuel do pastor Samuel Câmara.

Estima-se que aproximadamente 25 mil pastores e evangelistas vão migrar para a CADB. Mas, a despeito disso, por onde se espalha a notícia, as opiniões são divergentes. Nas redes sociais pastores comentam que esses “rachas”, desde a saída da Madureira, resultam da ambição pelo poder; outros dizem que se as duas maiores lideranças da denominação chegassem a um acordo, talvez esse “racha” não aconteceria. Há também que sugere ao pastor Samuel Câmara que não perpetue no cargo de presidente, como um outro pastor que se desligou da CGADB e criou a uma convenção.

Algumas considerações sobre o pastor Samuel Câmara

– O pastor Samuel Câmara permaneceu na CGADB por 33 anos, e em março de 2005 foi eleito 1º vice-presidente;

– Foi ordenado ao ministério pastoral pelo pastor Alcebíades Pereira Vasconcelos, em 1980, sendo pastor-auxiliar da Assembleia de Deus em Manaus;

– Em 1984, foi eleito vice-presidente da igreja Assembleia de Deus e da convenção amazonense;

– Em maio de 1988, foi eleito e empossado na liderança da igreja e da convenção amazonense, em substituição ao pastor Alcebíades Vasconcelos, que havia falecido.

– Assumiu a presidência da Assembleia de Deus em Belém (PA), em cerimônia realizada no Templo Central, no dia 27 de janeiro de 1997, substituindo o pastor Firmino Anunciação Gouveia.

O documento:
Pastor Samuel Câmara se desliga da CGADB

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome

14 + onze =