Pastor Oliveira Araújo morre aos 69 anos

0
31

Pastor Oliveira Araújo morre aos 69 anos
Pr. Oliveira Araújo (Foto: Divulgação)

O pastor faleceu no início da tarde deste sábado (3) em um hospital da capital, onde estava internado. O culto pela vida do pastor acontece neste domingo (4) às 10 horas.

O governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, decretou luto oficial de três dias no Governo do Estado pela morte do pastor Oliveira de Araújo, 69 anos, pastor emérito da Primeira Igreja Batista em Vitória (PIBV), ocorrido na tarde deste sábado (3).

Hartung destacou o papel de liderança religiosa, ética e política que o pastor Oliveira exercia na sociedade. “Era um exemplo. Tinha o dom da palavra, da mobilização, e espalhava fé para todos, independentemente da religião. Foi importante na união de forças pelo combate ao crime organizado no Estado. Era uma pessoa que inspirava bons exemplos pelo seu caráter e pelos valores que cultivava. Vai fazer muita falta. Transmito aos familiares e amigos as mais sinceras condolências “, disse o governador.

Membro do Conselho Estadual de Ética, Pastor Oliveira exerceu importante papel no processo de reconstrução das instituições públicas do Estado no início dos anos 2000 e se dedicou intensamente à defesa de formação de novas lideranças.

A nota oficial do governo do Estado destacou que ao longo de quase 30 anos de trabalho Evangelístico, o pastor Oliveira, como era carinhosamente chamado, foi um exemplo de conduta ética, fé e respeito ao próximo. Combativo nas causas sociais e bom conselheiro, conquistou o respeito e a admiração de autoridades políticas e religiosas de diferentes correntes.

Contexto

O pastor Oliveira faleceu no início desta tarde em um hospital da capital, onde estava internado desde o início da semana. Ele havia dado entrada com uma grave infecção pulmonar.

Diagnosticado com fibrose pulmonar idiopática em 2002, o pastor Oliveira foi submetido a um transplante pulmonar no dia 10 de junho de 2008, há quase nove anos, realizado com sucesso no Incor, em São Paulo. Apenas com 21 dias do transplante, ele recebeu alta e, na ocasião, comemorou: “Estou andando sem oxigênio, graças a Deus. E sem tossir”.

Mineiro, Oliveira de Araújo esteve à frente da Primeira Igreja Batista de Vitória por 24 anos, de 1992 a 2016. Ao longo desse período, desenvolveu um incansável trabalho evangelístico e missionário, desenvolveu um ministério infantil que virou referência no país; e aprimorou, juntamente com sua esposa, Alzira Maria Bittencourt de Araújo, o ministério de Música da Igreja, que promove todo mês de dezembro o musical A Árvore que Canta.

Com constantes necessidades de cuidar da saúde, Oliveira de Araújo se afastou das atividades da igreja em 2014, e, no dia 20 de março de 2016, a PIBV o elegeu pastor emérito.

Natural da cidade de Luz, no interior de Minas Gerais, se tornou um capixaba de coração. Era formado em Teologia pela Faculdade Batista Mineira e também em Psicanálise. Atuou como conferencista, levando a palavra de Deus a diversos Estados do Brasil e também a outros países. Foi secretário-executivo da Junta de Missões Nacional por vários anos, presidente da Convenção Batista do Estado do Espírito Santo e presidente da Convenção Batista de Brasileira, que reúne aproximadamente 1,5 milhão de batistas, dez mil pastores e dez mil igrejas e congregações em todo o país.

Pastor Oliveira deixa esposa, três filhos (Gunther, Rebeca e Raquel) e três netos (Pedro, Ester e Lucas).

Culto

O culto de gratidão pela vida dele será neste domingo (4) às 10h no templo da PIBV, localizada na avenida Beira-Mar, no Centro de Vitória.

Obs.: O velório começa às 19h30 deste sábado, e o sepultamento será neste domingo (4), às 14h30, no cemitério Jardim da Paz, na Serra. 

Folha Vitória

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome

3 + 3 =