Os 11 tipos de crentes mais difíceis dentro da igreja

0
741

Os 11 tipos de crentes mais difíceis dentro da igreja

Falar de perfil, desvendar uma personalidade, não é tarefa fácil, principalmente no meio eclesiástico.

“Cada cultura, é um mundo. Cada pessoa, tem uma cultura. E cada cultura, tem comportamento. Logo, cada pessoa é um mundo de cultura comportamental diferente da outra, mas que tem valor a ser entendido”.

Por Hélio Bulaimo

O ser humano é um ser social, e a igreja é a melhor sociedade de cultura criada por Deus, para o bem do ser humano com todos. Quais são os 11 tipos de crentes mais chatos dentro da igreja? Aqueles que na verdade, são as pessoas mais difíceis de se lidar!

Com certeza todos nós, tanto os que estão fora da igreja, como os que participam de cultos ou reuniões nas congregações, respondemos a essa pergunta com pequenas diferenças, de acordo com nossas próprias forças e fraquezas. Digamos que, segundo a nossa perspectiva visual e sentimental. Mas, muita das vezes, concordamos sobre duas coisas: quais são os tipos de pessoas (crentes) difíceis de lidar e o que elas fazem para serem consideradas problemáticas.

Por outro lado, identificamos ainda como pessoas normais (crentes) se comportam quando estão sendo ameaçadas ou pressionadas, ou mesmo quando as circunstâncias da vida não são nada favoráveis. Falar de perfil que visa desvendar uma personalidade, não é tarefa fácil, principalmente no meio eclesiástico. E antes de apontar os outros aqui, quero salientar a minha inclusão no texto, pois, ninguém é isento dos momentos difíceis, todos nós temos nossos momentos difíceis.

Este campo comportamental, é vasto. Mas, aqui pretendo destacar junto com o leitor, simplesmente 11 tipos de crentes mais difíceis de se lidar dentro da igreja:

1 – CRENTE TANQUE DE GUERRA: É aquele crente agressivo e rude, escandaloso e poderoso, intensivo e com a precisão cirúrgica de um raio laser. O crente “tanque de guerra” acredita que os fins justificam os meios. Se você ficar em seu caminho, será eliminado.

2 – CRENTE ATIRADOR DE ELITE: É aquele crente acostumado a trabalhar de forma dissimulada. O “atirador de elite” tem uma mania de guardar algum rancor. Em vez de sair esbravejando, ele prefere se vingar espionando e identificando os pontos fracos de seu alvo usando-os contra o mesmo por meio de sabotagem, fofocas e comentários fúteis.

3 – CRENTE GRANADA: Esse tipo de crente, geralmente, seus acessos de raiva e de fúria, são desproporcionais às circunstâncias, levando todo mundo a se esconder dele em busca de proteção mesmo sem entender o que está acontecendo.

4 – CRENTE SABE TUDO: Esse crente sabe 98% de tudo. Basta perguntar e ele ficará falando horas a fio sobre tudo que sabe, até o que não presta, mas não perderá um minuto para escutar as ideias “claramente inferiores” que outras pessoas têm. É de fato um crente com forte ditadura de opinião.

5 – CRENTE QUE PENSA QUE SABE TUDO: É aquele tipo de pessoa dentro da igreja, que embora não saiba tanto assim, não deixa que isso a atrapalhe. Se por acaso, alguém não conhece muito a respeito do que ela está falando, pode ser induzido ao erro ou mesmo ser atrapalhado na realização de um projeto ou até um ministério.

6 – CRENTE SIM: É aquela pessoa, rápida em concordar, mas lenta em agir. O crente que só diz “sim”, deixa um rastro de desculpas e promessas não cumpridas. Embora não agrade a ninguém, ele faz de tudo para deixar os outros felizes. Uma pura hipocrisia.

7 – CRENTE TALVEZ: Quando se encontra diante de uma decisão de suma importância, o crente “talvez” não consegue tomar nenhuma decisão até que chegue a ser tarde demais. Inevitavelmente chega a hora em que a decisão se faz por si só. Não é falha de ninguém, a não ser do crente “talvez”. Fica parecendo lesma, vive retardando as coisas, sempre indeciso.

8 – CRENTE NADA: Geralmente, se não sabe o que está se passando na cabeça desse tipo de crente porque ele é “invisível” – não dá nenhuma informação, verbal ou corporal. Em outras palavras, é um crente anônimo, está ali, mas ninguém sabe nada sobre ele.

9 – CRENTE NÃO: Pessoa indolente e desencorajadora. O crente que só vive falando “Não”, leva os outros ao desespero. Notadamente, suas frases prediletas são “Qualquer nuvem no céu é sinônimo de tempestade” e “Não me interprete mal, nem estou sendo negativo, mas, estou sendo realista!”

10 – CRENTE RECLAMADOR: Esse tipo de crente, mergulha de cabeça nos problemas, reclama sem parar e leva todo mundo para baixo com o peso de suas generalizações. Para ele, está tudo errado, exceto o que ele faz; e será sempre assim, a não ser que alguém faça alguma coisa. Reclama de tudo com todos, e chega a dar dor de cabeça para quem o escuta.

11 – CRENTE SUPERESPITITUAL: Esse tipo de crente se acha ser o cristão ou o devoto mais musculoso na fé. Vê demônio em tudo quanto é coisa, e sente fraqueza em toda pessoa com uma visão diferente da sua. Geralmente é aquele crente que têm John Wayne como herói, e não a Jesus. É o tipo aprisiona Jesus na torre de marfim da exegese. Gente barulhenta e bonachona que manipula o cristianismo a ponto de torná-lo um simples apelo ao emocionalismo. É um místico de capuz que quer mágica na sua religião. Faz parte do grupo dos que vivem apenas no alto da montanha e nunca visitaram o vale da desolação. Os destemidos que nunca derramaram lágrimas. Os zelotes ardentes que se gabam como o jovem rico dos Evangelhos: Guardo todos esses mandamentos desde a minha juventude. E por último, é complacente, que ostenta sobre os ombros um sacolão de honras, diplomas e boas obras, crendo que efetivamente chegou lá.

Conclusão

Onde há problemas, também tem que existir solução. Sobre as coisas que o mundo gera, acredito que Deus tem boa solução. E, este, capacita sua igreja a lidar com os problemas da sociedade neste universo. Então, brevemente destaco algumas ideias úteis para lidar com esses tipos de crentes bem difíceis acima mencionados.

De acordo com os doutores Rick Brinkman e Rick Kirschner, “Há um consenso sobre quem é considerado difícil e o que esse tipo de pessoa faz para que todo mundo o considere tão pouco agradável”. Com isso, como bem disse antes mesmo de tudo, que: Cada cultura, é um mundo. Cada pessoa, tem uma cultura. E cada cultura, tem comportamento. Logo, cada pessoa é um mundo de cultura comportamental diferente da outra, mas que tem valor a ser entendido.

Como fiéis a Cristo, e ensinados a amar ao próximo como a nós mesmo, precisamos entender que, todo crente dentro e fora da igreja é uma pessoa que reage diferentemente a cada tipo de comportamento: Aquele crente que nós consideramos mais irritante pode ser aceitado perfeitamente pelos outros. Reflita muito sobre o perfil dos crentes acima referidos, e veja qual dele você ou alguém na igreja, em casa (família), na sociedade e no trabalho se encaixa melhor, mas, principalmente na igreja.

Saiba qual é o papel que você desempenha. Ninguém é isento de momentos difíceis. Todos nós temos nossos momentos difíceis! A compreensão desse comportamento por si só, nos ajuda a ter sucesso com os outros. Cristo disse: “Não vim para as pessoas sãs, mas para os doentes”.

A lista dos 11 perfis de crentes difíceis, é uma lista de pessoas doentes, carentes de cura. Direta e indiretamente, necessitam de cura. O apóstolo Paulo, maior missionário cristão, disse certa vez: “Suportai-vos uns aos outros”. Acredito que o amor é a força que nos leva a suportar o nosso próximo todo o dia, não por nós mesmos, mas pela graça e misericórdia de Deus em nossa vida.

__________
O texto foi elaborado por palavras coloquiais minhas, fruto de leitura e observação do livro “APRENDENDO A LIDAR COM PESSOAS DIFÍCEIS”, escrito pelos Autores: Dr. Rick Brinkman e Dr. Rick Kirschner, e o Livro “O EVANGELHO MALTRAPILHO”, do escritor: Brennan Manning.

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome

4 × 3 =