Natal Missionário 2017: Uma fé viva!

0
55

Natal Missionário 2017: Uma fé viva!
Pb. Edson Rodrigues, do DEMADVARDO, visitando moradores da região de São José do Prata

Juntos podemos colaborar para um natal melhor para quem precisa: famílias missionárias e pessoas carentes no Vale do Jequitinhonha (MG).

Em geral, estamos acostumados a celebrar o natal com festas de confraternização entre familiares e amigos, em redor de mesas fartas de alimentos saborosos, além da tradição de dar e receber presentes, etc. Mas esse encontro familiar para festejar o natal sugere, entre muitas coisas, uma reflexão sobre a razão da nossa existência. Quantas famílias não tem o que comer? E os missionários que, no campo e longe de seus familiares, em prol do crescimento do Reino de Deus, como será o natal deles?

Objetivo

Pensando nisto, os Ceifeiros Missionários da Hora Final, como é conhecido o Departamento de Missões das Assembleias de Deus do Vale do Rio Doce e Outros – DEMADVARDO, criou a campanha “Natal Missionário” cuja edição deste ano (2017) dá ênfase ao tema: “Uma Fé Viva” com base no texto de Tg 2.17: “Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma”.

O objetivo da campanha “Natal Missionário 2017 – Uma Fé Viva” é arrecadar cestas básicas para as famílias missionárias e pessoas carentes no Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais.

O tempo, o nome e a necessidade

O povoado de São José do Prata, conhecido popularmente como “Sacode”, foi escolhido por nossa equipe como o destino para a entrega desses donativos arrecadados durante a campanha. Esse lugarejo fica a aproximadamente 35 km da cidade de Almenara, onde residem os missionários, Pr. José Alcindo e sua esposa Néria Lúcia com os filhos Jhudson e Jhosyneria.

Conta-se que o nome do povoado – “Sacode” – se deve a um fato ocorrido no passado: havia ali uma fazenda pertencente à Dona Maria Juca. Por causa da seca, a fome era muito grande na região e essa senhora que sempre ajudava as pessoas que moravam na mata próxima à sua propriedade. Com o tempo, as pessoas foram se aglomerando em torno da fazenda à procura de trabalho e comida. Os primeiros moradores foram os senhores Marciano, José Maria “Nenê Grande”, Marcelino e Geraldo Teixeira. Dessa fazenda originou-se, em 1809, a fundação do povoado, que ficou conhecido como “Se acode”, no sentido de que ali se acudia (socorria) os necessitados.

Natal Missionário 2017: Uma fé viva!
Povoado de São José do Prata, conhecido popularmente como “Sacode”

Com o passar do tempo, possivelmente por causa da dificuldade de acesso devido as condições precárias das estradas, o nome do povoado foi sendo ironizado por populares passando a ser então “Sacode” em lugar de “Se acode”. Atualmente, o povoado recebeu de forma oficial um novo nome passando a se chamar São José do Prata.

O tempo passou, os nomes foram sofrendo mudanças, mas a famílias dessa região ainda precisam de pessoas que, como Dona Maria Juca, amam ajudar.

Como participar

Participe dessa campanha, doando o valor de uma cesta básica, R$ 80,00 (oitenta reais) depositando em uma das contas bancárias em nome do DEMAVARDO (Departamento de Missões das Assembleias de Deus do Vale do Rio Doce e Outros):

  • Banco do Brasil, agência 3811-3 e conta corrente 6411-4;
  • Banco Bradesco, agência 2491-0 e conta corrente 130253-1.

A campanha será encerrada dia 11 de dezembro/2017 (segunda-feira), pois, está prevista a entrega dos donativos adquiridos com o valor arrecadado para dia 19 de dezembro de 2017.

Para obter mais informações ligue para (33) 3246-1155 / 99966-0031 ou envie e-mail para [email protected]

Assista ao vídeo da campanha Natal Missionário 2017:

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome

8 − 6 =