Eugene Peterson muda de posição sobre casamento homossexual

1
93

Eugene Peterson muda de posição sobre casamento homossexual

Líderes evangélicos lamentam a nova postura do pastor Eugene Peterson

Por Paulo Pontes

Eugene Peterson, por ser comprometido com a ortodoxia bíblica, alcançou grande prestígio entre teólogos, pastores e líderes cristãos, com sua teologia sólida e bem fundamentada, inclusive pelas suas reflexões a respeito da missão e vocação do pastorado, chegou a ser conhecido por muitos como “pastor de pastores”, conforme registrado em sua biografia.

Autor de mais de 30 livros, incluindo “The Message” (A Mensagem), o pastor Peterson concedeu uma entrevista para o jornalista Jonathan Merritt do site “Religion News Services”, publicada nesta quarta-feira (12), falando de temas intrigantes para a igreja e também respondeu algumas perguntas sobre questões culturais e declarou sua visão atual a respeito da homossexualidade na igreja. Diante de uma pergunta hipotética, “se faria, em sua igreja, casamento entre pessoas do mesmo sexo, que fossem cristãs de boa-fé, caso estivesse pastoreando”, respondeu com um “sim”, se solicitado, em apoio ao casamento gay.

Deixou clara sua opinião atual sobre a moralidade das relações homossexuais, contando que durante o tempo em que pastorou a Igreja Presbiteriana que ele mesmo fundou em Bel Air, Maryland (EUA), não teve muita experiência com aconselhamentos a homossexuais em sua congregação. Disse que haviam gays na igreja, mas alguns deles não eram declaradamente homossexuais, e que ia visitá-los. “Eles simplesmente assumiram que eram tão cristãos quanto todos os outros na igreja”, comentou.

Peterson também falou de um jovem pediu para assumir o cargo de ministro de música da igreja. O jovem era um dos que cresceram na igreja sob o seu pastoreio, era professor de ensino médio e músico. Quando soube da vaga, o jovem se apresentou na igreja e disse que gostaria de se inscrever para o cargo de diretor musical da igreja, e declarou gay. “Mas fiquei tão satisfeito com a congregação. Ninguém fez perguntas sobre isso. E ele era um músico muito bom”.
“Eu não teria dito isso há 20 anos, mas agora eu conheço um monte de pessoas que são gays e lésbicas e eles parecem ter tão bom uma vida espiritual como eu. Eu acho que esse tipo de debate sobre lésbicas e gays pode ser longo”, disse Peterson ao entrevistador.

Ainda, segundo o pastor, as pessoas que não concordam com isso, provavelmente vão se transferir para outra igreja. E que a igreja está passando por um momento de transição no que tange ao seu posicionamento sobre a homossexualidade. “Eu não acho que seja algo que você pode desfilar, mas não é uma coisa certa ou errada, tanto quanto eu estou preocupado”, completou.

Repercussão

Líderes evangélicos lamentaram a nova postura pública do pastor Eugene Peterson.

“Temos que ter pelo menos grato por honestidade de Peterson quando ele termina a sua resposta com ‘tanto quanto eu estou preocupado,’ mas é aí que reside o problema. Ele não é o único que está em causa. Há Um que é infinitamente mais importante do que Peterson, que também é infinitamente mais preocupado e se fez claro sobre esta questão”, disse Colin Smothers, escrevendo no site CBMW (A Coalition for Biblical Sexuality), referenciando 1 Coríntios 6.9.

Da mesma forma, Russell Moore, presidente da Comissão de Ética e Liberdade Religiosa da Convenção Batista do Sul, chamou as palavras de Peterson de “tão decepcionante” no Twitter.

O próprio pai de Merritt, James Merritt, pastor Batista do Sul que serviu como presidente da denominação, disse sobre as palavras de Peterson: “Eu vou mudar de ideia quando Deus mudar a dele. É a única opinião que importa e nesta questão Deus nem tartamudeia ou gagueja. #Verdade”.

Paulo Pontes / Seara News
Com informações de The Christian Post e Religion News Services

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Digite seu nome aqui

vinte + 13 =